A salvo

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal


Das escarpas das costas,
das ásperas crostas,
do perigo das quimeras
das traiçoeiras marés,
das procelas e abissais.

                                   Vir à tona.

                                   No emergir,

                                   trazer as ostras.

E delas colher as pérolas. Nada mais.


Helena Chiarello

2 comentários:

sementes diárias disse...

Que linda essa volta à tona, trazendo o que aprendemos, que pode ser simbolizado pelas pérolas...Como sempre,Muito lindo,Helena! um beijo,chica

Raquel Oliveira disse...

Nada mais?
Perolas são essas palavras...

Sua fã cada dia mais....

bjos