Ambição

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

Tudo o que eu quero é voar...
Dar asas à fantasia 

e ir além do sonhar.
Ultrapassar os limites
do temor e da prudência,
pairar no sopro do instante,
sentir o pulso ofegante 
da emoção de flutuar.

E quando estiver tão alto

quanto possa suportar,
respirar, com avidez,
o êxtase,
o céu
e o sonho...

...Até que me faltem forças.

                                 Ou então, me falte o ar...


Helena Chiarello


10 comentários:

Chica disse...

Lindo e intenso teu poema,Helena!beijos e sempre arrasas!Um lindo findi!chica

Erica Ferro disse...

Intensamente lindo!

confesso disse...

Lindo...Como preciso disso... Voar assim e alçançar a liberdade, liberdade de mim mesmo...

Beijos em limites...

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Estava dando umas voltinhas, assim como quem não quer nada, quando de repente, avistei um belo espaço, que com certeza, estava a revelar a intelegência de uma linda jovem. Daí, para satisfazer a minha curiosidade, invadi, gostei e não resisti em dizer que adorei o poema e que o mesmo é pequeno na estrutura, porém grande na profundidade.

Perdoe-me pelas baboseiras.

Beijos,

Furtado.

Dangelo Martins disse...

Caramba!! Gostei

Gaivotadourada22 disse...

Creio Poetisa que no teu caso não seja ambição... Mas seja vocação, pois somente quem rem um coração a voar assim, pode arremessar-se no infinito da Poesia, onde até o ar pode faltar, pois mesmo assim sustentará o Sonho... Lindo Lê, como sempre te falo... Todas as Medalhas!!! v!v!v!
Beijos!

Raquel Oliveira disse...

Intensidade...
palavras que estão dentro de um coração lindo como o seu...
bjos

Fabi disse...

Liberdade!
Seu escrito me transporta para essência dessa palavra!

Gostei muito.

Me senti honrada pela sua visita no meu blog, volte sempre!

Abraço grande!

Escrevo Palavras e choro poemas disse...

Acho q todos queremos sentir essa sensação gostosa de liberdade, parabéns pelo blog, ta lindo, bj*

Oreste disse...

Come stai? Un bacio. Ciao