Contemplação

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

Então,
aquele gesto,
aquele sorriso,
aquele brilho no olhar.
Aquelas coisas assim,
de leveza silenciosa,
que te acontecem
em intervalos imprevisíveis
e que são o espaço
e o tempo exatos
para que eu veja nascer
um pedaço de eternidade...


Helena Chiarello


13 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo,helena!Inspiração sempre por aqui!!! beijos,linda nova semana, tudo de bom ,chica

Leninha disse...

Minha querida Helena,

A um passo da eternidade todos sempre estamos, porém vislumbrar esta eternidade em um sorriso, um gesto ou um olhar,é um privilégio que poucos podem alcançar.

Maravilha de inspiração, maravilha de amor.

Bjsssssss,
Leninha

Ana Miranda disse...

Um pedaço de eternidade...

A alegira que sinto ao ler-te torna-se, também, um pedacinho de eternidade...

Lindo!!!!!

Anne Lieri disse...

Helena,que beleza sua contemplação!Eu até suspiro!...rss...muito lindo!Bjs,

Túlia Catalão disse...

Toda a poesia trespassada por momentos silenciosos mas tão cheios da mística do amor.
Obrigada por me visitar, querida amiga
Beijijinho

Leninha disse...

Minha querida Helena,

Com saudades de teus textos, amiga...sei que o trabalho deve estar a te monopolizar, devo entender e aceitar...mas a saudade insiste...

Obrigada pelo carinho lá nas minhas Memórias.Sempre me alegras com teus comentários,sabias?

Bjssssss,
leninha

Vivian Fernandes de Goes disse...

Nossa,Helena!!!!
É impressionante que colocaste em versos um sentimento tão belo e profundo como o que nos acomete enquanto contemplamos!!Fiquei emocionada, me sinto assim.
Belíssimo poema!
Beijos e meu carinho pra ti!!

Anne Lieri disse...

Helena,relendo e agradecendo seu carinho e do Fabiano lá em meu blog!Adorei a entrevista dele!bjs e boa semana aos dois!

manuela barroso disse...

Minha doce amiga,
O teu tempo some. eu sei. E nem sei quando aqui estás.
Hoje chamou-me um azul intenso como se a eternidade fosse já aqui, onde acontecem pequenos nadas que valem eternidades.
Tua poesia sempre mágica, fantástica.
Um enorme abraço amigaamada

manuela barroso disse...

Amiga minha,
Quem mais para merecer um prémio por todos os teus valores?
Pois, da mesma forma que mo atribuiram, assim eu o ponho à tua disposição, nomeando-te, num dos meus blogs como elo de enorme admiração por tudo quanto és, tudo quanto escreves.

Terno abraço

Maria Helena Sleutjes disse...

É muito bom vir aqui saborear seus versos plenos de leveza, sutilezas, pequenos mistérios que são promessas de vida. Bjos

Leninha Brandão disse...

Helena amada,

Voltei para dizer que a leveza de teu poema me faz o dia melhor...que a suavidade de tua escrita faz o sol brilhar mais lindo e aconchega o coração.

Um afago,
Leninha

Anderson Fabiano disse...

Stella mia,

Só agora sei porque os verdadeiros amores, as verdadeiras paixões têm cores, têm tempo, têm destino.

Mas, foi preciso você chegar para que tudo me fizesse sentido. E você chegou!

Agora sei para que vivo...

Amo você, Poetinha!

Barba