Desistência

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

Meu coração, às vezes, cansa.
E revida-me as angústias
arrancando-se de mim.
E insensível, lá de fora,
voa longe e alto e livre,
como se quisesse não bater,
enfim...

Meu coração, às vezes, cansa.
Dói-me no peito seu espaço
quando age assim.
Mas como pode censurar-me
a desistência de ser,
se foi ele quem primeiro
desistiu de mim?


Helena Chiarello

Um comentário:

sementes diárias disse...

Helena

Todos nós temos dias em que parece que nem sabemos oque queremos enos sentimos assim...Ainda bem que passa! Um beijo,Chica