Perplexidade

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal


Um vestígio de dúvida
iluminado pelo clarão do espanto.
A suavidade da quietude
esmagada por um ruído sólido.

Uma certeza rasga a madrugada.



Helena Chiarello

3 comentários:

sementes diárias disse...

Dúvida, quietude, espanto e certeza! Tudo isso numa madrugada de uma vida.Lindo! um beijo,chica

Ellen Veloso Soares disse...

Palavras fortes, beleza tanta!

gaivotadourada22 disse...

Embora falando de "rasgos" na madrugada, Você deixa o próprio Poema perplexo com a Poesia...Lindo, Beijos Lê!