Ruído

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

O sonho rasgando.


                                    E a emoção
                                    se arrebentando
                                    contra o peito.



Helena Chiarello


4 comentários:

Gaivotadourada22 disse...

O ruir de um sonho promove também ruídos pela explosão da emoção que se arrebenta no peito... Porém outros sonoros ruídos se fazem ouvir dentro do peito, é o coração a tamborilar alertando que a vida é esplendorosa... A despeito das explosões que promovem ruínas...
"Ruído" porém belíssimo Poema! Um beijo grande minha Mana de coração!

Chica disse...

Lindo,Helena! Há ruídos que fazem doer o peito , quando vemos nossos sonhos serem levados.Menos mal que somos fortes e reinventamos outros,rss...O que é certo é que não vamos nos "mixar",né.rsrsr

beijos,tudo de bom,chica

HEITOR disse...

É impressionante o que você consegue em tão poucas palavras!
É fortíssima a impressão do que diz nesse poema!Ele se faz ouvir como se fosse um grito, um estrondo ou um estilhaço em forma de palavras!
Estou maravilhado!
Grande abraço, Helena!!
HVillaS.

Cleoni disse...

Não precisa dizer mais nada, esse ruído eu conheço.
Ow, se conheço!rsrsr
Demais, amiga!!