Amanhã...

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

Não sei o que direi ao futuro
se chegar tão de repente
quanto vi passar o ontem,
e me surpreender a olhar,
embaçados entre as mãos,
os sonhos de amor que fiz...

Que ele não queira saber
porque deixei nus os jardins,
nem duvide das razões
dos vincos na minha face,
da sombra sobre meus olhos,
das minhas portas trancadas...


                       E se ele perguntar

                       o que foi feito do sol,
                       quem sabe eu mostre meus versos,
                       que ainda haverão de ter,
                       entre as linhas amassadas,
                       o calor do corpo que os fez...



Helena Chiarello

7 comentários:

Anderson Fabiano disse...

careca,
sempre fomos regidos pela nossa vontade. assim, todos os descaminhos que trlhamos são escolhidos por nós. tenho cá minhas dúvidas, se o futuro só encontrará versos amassados em suas mãos, por que é nelas que estarão, uma vez mais, os caminhos que vc vai escolher.
meu carinho,
barba

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Triste Flor disse...

QUe lindooo, perfeito, apesar da tristeza adoro poemas assim, querida amiga, escreves maravilhosamente, mas essa tristezinha ai espero que seja apenas no poema rs lindos versos, " E se ele perguntar o que foi feito do sol, quem sabe mostre meus versos"lindo, lindo, lindo, tão intenso... amei, amo, amodoroooooo vc,, bjao no coração

Chica disse...

Tua inspiração, ainda que triste, foi linda, como sempre, pois essa é a tua marca!beijos,tudo de bom,chica

Marie disse...

Liindo teu poema .
Gostei do teu blog, da maneira que voce se expressa atraves de palavras.
Estou te seguindo ^^

beeijos

Anne Lieri disse...

Helena,sempre uma bela poesia em seu blog!Terá muito a mostrar ao futuro,pois seus versos são mesmo feitos de sua alma inspirada!Bjs,

Gaivotadourada22 disse...

Creio que a beleza real reside sim nas coisas que o coração dita... Não importando as matizes em que se pintam... Teu Coração é mágico em poematizar porque é pleno de Luz, Cor, Som e Amor... Amei teu poema, como sempre revela o infinito... Beijos minha Amiga do coração!