Lento

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

Às vezes nada é preciso.

Só música.
_________________ [e pensamento]

A noite, o frio que não faz.
_________________ Sem solidão.
_________________ Sem vento.

Chuva fina a quatro cordas.

A sala, a luz não acesa.
O coração sim.
_________________ [e por dentro]

Concerto para violino.

Às notas, suave alento.

Emoção desliza em arco.
_________________ Desvarios.
_________________ Deslumbramento.

A alma a dançar assim.
Em compasso, rodopios.
_________________ Allegro. Vivace. Lento.

Sensação, paredes tontas.
[Vertigens]
_________________ ao movimento.

As lágrimas inclinadas
à face do encantamento.

Nenhuma coisa é maior.
_________________ [e nada é mais que o momento]
.
.
.
Helena Chiarello

11 comentários:

Chica disse...

Aplauso mais uma vez,Helena! LINDO! beijos e tu domingo tri legal por aí!chica

Um brasileiro disse...

oi. tudo blz? muit lindo aqui. apareça por la. abraços.

Triste Flor disse...

Sabe, sempre as intensidades... amodoro tanto, amo o que vc escreve, amo sua alma...
Um beijo enorme carregado de carinho e saudades.

Anderson Fabiano disse...

stella mia,

lento o tempo da espera de tantas vidas, tantas chegadas e idas. momentos ocos, sem movimentos, insossos, inodoros, apenas vertigens.

depois o allegro, instante mágico escrito e reescrito no movimento de cada olhar, cada manhã, sem mais solidões, sem chuvas finas. apenas o afeto visto de dentro.

almas que dançam o deslumbramento raro dos melhores encontros.

amo você, poetinha. e sempre e mais.
barba

Gaivotadourada22 disse...

Em diferentes movimentos a Poesia dança, se delicia na manifestação do existir e tem consciência que faz dançar também nossa alma... Mil aplausos para este Poema diamante!!!
V!V!V!
Querida Amiga do Coração... Sempre é uma emoção ler você, nos deixa perto e assim mato um pouco a saudade!
Beijos Lê!

VICKYFF disse...

Wish all of the network of friends have a new start .
Scarves Scarves
hope you have a great 2011. Thanks for the link, sweetie!
Titanium Necklaces

DJ Troy disse...

Lindo poema. Só consigo pensar em uma palavra para descrevê-lo: Sublime!

Muito obrigado pela hospitalidade no churrasco ontem.

Grande abraço ao Fabiano.

Beijos.
Arthur

Talantalado disse...

oi Helena

muito bacana os teus versos

já conheci a Hadassa

BOA SORTE PARA VOCÊS!

todo o tempo e disposição para fazer o que você gosta.

abraço!

Maurélio disse...

Deslumbrantes seus versos, bjsss

mhelena disse...

Momento essencial e mágico descrito com total maestria.
Bjos

Su disse...

Helena em um passeio pelo vento, cheguei no "isso é coisa de criança"... voando voando fui parar no "Poetrix...ando", quando vi, já estava no "Revelar", me encantando lendo em seus versos um pouco de mim mesma, me encontrando nas poesias, me emocionando... passei hoje pelos "FotograFismos, pelo pôr do sol... momento divino! Circulei pela "meia vida inteira", amei o que vi por lá... Aqui estou de volta no seu "revelar"... dançando ao som do violino... como é belo tudo que encontro pelos seus caminhos... Chamei meu marido pra ler comigo essa "canção" "composição" que encontrei aqui, lemos os dois juntinhos e nos emocionamos com a chuva fina e delicada da sua poesia... Um beijo meu e do Rê!