Como se fosse sempre

Foto: Anderson Fabiano - arquivo pessoal

As flores que guardo nas mãos
e me aromam os dias,
são buquês de confiança
nascidos em canteiros
sempre férteis de anseios
e orvalhados de esperanças.
São brotos de muitos sonhos,
que polinizados
                [de cumplicidades]
amadurecem,
alastram-se em ramos
e florescem horizontes.

São minhas teimosias primaveris,

minhas desmedidas crenças
na perenidade dos jardins
que atravessam a palidez das ausências
e já nascem fecundados de varandas,
afetos e simplicidades.

Todos os dias,

como se fosse sempre.


Helena Chiarello


15 comentários:

✿ chica disse...

Tudo que carregas nas mãos hoje é o reflexo do que plantaste todos os anos...Lindo, lindo,Helena!!

beijos,tudo de bom e uma linda nova semana! chica

Leninha disse...

E estas flores trazem até nós o seu aroma e a sua beleza...até sempre.
Tens um jardim de ternuras,de sonhos,de esperanças...soma de tuas sementes lançadas em solo fértil.
Querida Helena,és uma jardineira de sonhos.
Bjsssss e uma linda semana para os dois,
Leninha

MARILENE disse...

Em seus lindos versos encontramos a confiança e a esperança. Companheiras preciosas na vida.

bjs.

Gaivotadourada22 disse...

Certa vez me perguntei...
Onde está a magia, no Poema, na Poesia ou no Poeta?
E a resposta me veio como relâmpago, nas Flores! Porque as Flores contém o Poema, a Poesia e Poeta como Você!!!

Lê, fiquei aqui "Como Sempre", maravilhada com mais essa sutileza de Alma! "Como se fosse sempre", esse sempre que perdura em todos os instantes!!! Todas Elas V!V!V! para Você!!! Sempre...
Beijos Mil no seu Coração!
Adoroooo!

Su disse...

ai ai...

tanto tempo sem aparecer, e quando chego encontro esse conjunto de palavras que traduzem a vida...

a vida é assim, né amiga?! Afeto, certeza, contemplação, cumplicidade, emoções, esperança, eternidade (adorei essa parte), flores, pensamento, primavera, sonhos (não dá pra viver sem eles), tempo e vontade...

Amiga, como faz bem te ler, é leve, macio (como você sempre diz...), e um bom dia quando se chega aqui logo cedinho, uma boa tarde, com o mais lindo pôr do sol, e um boa noite com a mais bela lua iluminando o céu...

Hoje cheguei cedinho, então recebi assim: de sorriso largo e coração aberto esse presente... que foi contemplar os momentos dessa vida descrita e traduzida por ti sem entrelinhas...

Linda!

Um dia mais lindo ainda pra ti!

Obrigada pelo seu carinho sempre!!!

Beijokas.

Su.

BlueShell disse...

Muito bom: e bela combinação, texto e imagem...
bj
Bshell

manuela barroso disse...

Minha querida!
Até as flores cantadas por ti tem outro perfume!A esse bouquet, tu juntas tudo o que se ama: a confiança que transmites. A esperança de cada novo dia.O sonho que alimenta
a vida em novas caminhadas com horizontes de paz!
E é por isso, que na aparente simplicidade, tu transmites tanto afecto!tantos afetos!
Lindo minha querida! Só de ti!
Abraço na alma

Milla Pereira disse...

Amada Helena! Teus versos tem o poder de fazer emocionar a quem os lê. Sou suspeita pra falar qquer coisa, pois não é de hj que adoro o que escreves, sabes disso. Tenha uma linda noite, beijinhos com amor.

Leninha disse...

Helena muito amada,
Bom dia!!!

O dia,tipicamente primaveril...teu poema trazendo flores,cumplicidades,esperanças e sonhos...é o cambiar de sentimentos,doçuras e afetividade que nos ensinam a emoção.
Que todos os pássaros cantantes se unam e executem uma sinfonia em tua janela,trazendo-te paz e muita ternura.
Bjsssss e um carinho imenso,
Leninha

Anne Lieri disse...

Helena,sensivel,belo e genial seu poema!Na verdade,é para sempre tudo que escreve com tanta paixão!Bjs,

Anne Lieri disse...

Helena,sensivel,belo e genial seu poema!Na verdade,é para sempre tudo que escreve com tanta paixão!Bjs,

mhelena disse...

Sua poesia jardineira, pura delícia, deliciando o sentir, embelezando o existir, aromatizando a vida!!!!
Bjos

Judite disse...

Por que te confundes e te agitas diante dos problemas da vida?
Deixe que eu cuide de todas as tuas coisas e tudo será melhor.
Quando você se entregar a mim,
tudo se resolverá com tranqüilidade segundo meus designos.
Não te desespere, não me dirija uma oração agitada,
como se quisesse exigir o cumprimento dos teus desejos.
Feche os olhos da alma e diga-me com calma:

Jesus, eu confio em ti.

Evite preocupações e as angústias
e os pensamentos sobre o que pode acontecer depois.
Não bagunce os meus planos, querendo impor suas idéias.
Deixa-me ser Deus e atuar com liberdade.
Se abandone confiadamente em mim.
Repouse em mim e deixe em minhas mãos o teu futuro.
Diga-me freqüentemente:

Jesus, eu confio em ti.

O que mais danos te causa são sua razões,
sua próprias idéias e você querer resolver as coisas a tua maneira.
Quando me disser:
Jesus, eu confio em ti,
não seja como o paciente que pede ao médico que o cure,
porque lhe sugere o modo de fazer.
Deixe se levar em meus braços divinos, não tenha medo,

EU TE AMO.

Se acreditar que as coisas pioram
ou se complicam apesar de tua oração, siga confiando.
Feche os olhos da alma e confia.
Continue dizendo a toda hora:

Jesus, eu confio em ti.

Necessito das mãos livres para fazer a minha obra.
Mesmo que a dor seja tão forte,
a ponto de derramar lágrimas dos seus olhos.
Estarei com você e com a sua família em todos os momentos.
Diga:

Jesus, eu confio em ti.

Confia só em mim, abandona-se em mim,
jogue todas as suas angústias e durma tranqüilo.
Diga-me sempre:

Jesus, eu confio em ti,

e verás acontecer grandes milagres.
Eu te prometo por meu amor.
Pois, sempre confiarei em você, meu filho...
_________________________________________


http://www.youtube.com/watch?v=kxE2WXm5QoY



Desejamos-lhe dias de paz!


Blog Yehi Or!
http://hajalluz.blogspot.com/

Tyrone disse...

Se cultivares rosas, certamente nascerão sem espinhos.

Anderson Fabiano disse...

Stella mia,

Creio saber dos sempres que você busca. Mas, creio mais ainda, na forma como caminha nessa direção.

Agradeço por todas as suas teimosias, pois sei que delas nascem suas melhores atitudes.

Sabemos bem das varandas, dos afetos e da simplicidade... sabemos bem dos horizontes.

E então, tomo emprestado alguns de seus sempres e me faço desmedido também.

Amo você, Poetinha.

Barba