Pétalas


                                                       o pensamento rodopia
                                                                                             e flutua
                                                       à coreografia leve
                                                       de um instante de flor
                                                       que se solta
                                                                                             suavemente
                                                       do caule do tempo...

                                                       a tarde venta


                                                                                             [pétalas]


                                                       e caem poemas

                                                       sobre os verdes...




Helena Chiarello

Imagem (edit): Google

14 comentários:

✿ chica disse...

Só o ventinho que sopra em ti faz cair pétalas de poesias no verde chão...Deu para imaginar!!!


Que lindo,Helena!Passeando nesse mundo que adoro e me faz bem, feliz da vida com o Kiko em casa e se recuperando bem. Aproveito os descansinhos dele e ...venho,srrs beijos,chica( senão começo a ter coceiras,rsrs)

Leninha disse...

Helena muito amada,

Tuas pétalas voaram e vieram pousar em meu sotão,cobrindo-o de poesia.
Bjsssss,amiga.Como te gosto!!!
Leninha

Gaivotadourada22 disse...

"Revelar" te revela sempre assim, Flor despetalando-se em Poemas ou Poemas despetalando-se em Flor...
Tudo lindo por aqui, ADOREI!
Quanto ao Poema? Lindo, lindo,lindo!!! Você sabe que sou Fã de carteirinha...
Beijos mil em seu Coração, e muitas V!V!V!

manuela barroso disse...

Arte.
O teu blog tem a arte de quem a pratica.
Malmequer suspenso em pétalas que ainda esvoaçam pendurados no espaço!
Poesia caindo num tapete de petalas...
Com a suavidade das flores, no instante do momento...
Lindo Helena, conseguiste um post soberbo!
Parece que tudo se solta, voa, leve...
Isso...como dizes: uma coreografia!
De mestre Minha prof!
Demais...
Abração minha querida!

MARILENE disse...

Suas palavras sempre caem como poemas, e se adequam a qualquer coreografia.

Bjs.

Anne Lieri disse...

E caem poemas da Helena sobre os nossos coraçoes!Ai,que linda poesia!Eu adorei!Bjs,

Anne Lieri disse...

E caem poemas da Helena sobre os nossos coraçoes!Ai,que linda poesia!Eu adorei!Bjs,

mhelena disse...

As pétalas do seu poema cairam todas sobre mim, macias, leves, uma brisa que não tem medida.
Bjos

regina ragazzi disse...

Que lindo seu poema de uma suavidade deliciosa.Muitolindo seu blog. Bj

Su disse...

Helena, sua poesia tem a leveza, a beleza e a delicadeza de cada pétala que cai nesse ventinho que sopra de dentro do seu coração e transforma palavras em magia de se ler, ver e sentir...

amiga, te adoro muito!

beijos pros dois lindos!

Su.

Leninha disse...

Helena muito amada,vim beber um pouco de tua fonte inesgotável de beleza...vim sentir o perfume de teu poema/pétala...vim passear bem de leve em teu caminho de flores.VIM..


Bjssssssssss para vocês,
Leninha

Anderson Fabiano disse...

Stella mia,

A língua é rica e os vocábulos pululam à disposição dos comentários. Mas, quando você fala de beleza, pensamentos e instantes prefiro assumir minha pequenez e aplaudi-la com meu melhor silêncio.

E para aqueles que por aqui passarem, meu singelo recado: isso é Poesia!

Amo você, Poetinha.

Barba

manuela barroso disse...

Na tua ausência, passei pelo teu jardim e roubei um bem-me-quer!
Abraço; querida!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Não conhecia
ainda este
teu espaço de sentimentos.

Lindo,
dezenas de vezes
lindo...


Viver é se fazer eterno
para o coração de alguém.