Viração

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

 E se então a palavra
 fosse apenas sopro
 a vertigem tomaria conta
 de tudo o que haveria para sorrir
 e adormeceríamos aqueles dias
 de áridas estações
 e dos nossos olhos de contentamento
 brotariam ternuras
delírios
outras borboletas
 e pelas frestas [da insanidade] do tempo                       
 ventariam outonos lilases...


 Helena Chiarello

16 comentários:

✿ chica disse...

Que a aridez toda se acabe e venham as virações. Nelas, sopros de ventos lindos , bons! Precisamos! LINDO,Helena! beijos,chica

manuela barroso disse...

Mas deixa que as palavras sejam também sopros que enquanto passam deixam também em extase os segundos que duram as vertigens das borboletas que tanto nos fazem sorrir.
Ao tempo, cabe-lhe a missão de tornar mais colorido outros outonos , como colorida é a tua poética querida Helena, onde o labirinto das palavras são os sopros que provocam vertigens!
Belo, belo
Grandeabraçoamigaamada

Ana Miranda disse...

Você, que sempre sopra alegrias em nossos dias, através de suas belas poesias, merece um monte de borboletas voando em seus dias lilases...

MARILENE disse...

Sempre me encanto com o que escreve. Simplesmente, lindo! Bjs.

Blue disse...

Menina,
vibrações
aqui sopram
passando por estações
que até o tempo
delira!

Beijo



Vivian Fernandes de Goes disse...

Bom dia,Helena!!

Que lindo! Que venham outonos lilases...minha alma agradece!
Espero que esteja tudo ótimo com vocês!!!Beijos e meu carinho!

Anderson Fabiano disse...

Stella mia,

Convivo diuturnamente com o privilégio de vê-la compondo. Por isso, encanta-me tanto ver as ternuras que brotam de suas vertigens, como se as palavras fossem coisas criadas apenas para você fazer poesia. Lilases? Por que não?

Amo você, Poetinha!

Barba

Túlia Catalão disse...

Uma tão bela poesia e inspiradora imagem, só pode nascer de um ser muito especiaal.
Gostei tanto Helena!
Beijinho

Ana Lucia Franco disse...

Tão delicado e ao mesmo tempo arrebatador!


bjs.

Flor.MCecilia disse...

PROFUNDO,REFLEXIVO.Mas outonos Liláses,eu gostaria de o ver.Sucesso.Bjus\Flor*

Luh Ciecelski disse...

Lindo, lindo, lindo... Não há palavras para tudo isso!

Gaivotadourada22 disse...

Minha Amiga Poetisa...

Abençoada Viração... Magnífico Poema!
Que chegue para todos esses Lilases Outonais!!!!
Saudadeeee!!!Beijos Mil!

Anne Lieri disse...

Helena, muito linda essa sua poesia e me encantei com esses lilases!Que venham sempre,em qualquer estação!bjs e bom final de semana!

Maria Lucas disse...

Sempre delicado e doce...adorei teu lilás.

Elisa T. Campos disse...

Leio e releio de tanto encanto.

Beijos.

Manoel José de Santana disse...

Obrigado amigo (a). Estou fazendo uma visita ao teu Blog. Meus parabéns pelos teus trabalhos e sucessos. Abraço de Manoel Limoeiro. Recife PE.
'Feliz “dia das mães”.

http://grupounidoderodafogo.blogspot.com.br/

Recife, 10 de maio de 2015.