Talvez...

Foto: Anderson Fabiano - arquivo pessoal

Talvez tudo seja nada
e as palavras sejam poucas,
minhas mãos estejam fracas
e já cansadas da pena,
do peso dessas ideias
que se agarram à emoção...
...E por achar que têm direito
bagunçam o pensamento,
se atiram de qualquer jeito
e se arrebentam na ilusão...
Talvez cansado da pedra
meu corpo já não suporte
outra certeza espantada
e reclame ter de volta
o silêncio, a paz roubada
e deseje dar as costas
a essa vontade tola
que o conduz pela mão...

(Talvez para mudar tudo
baste apenas mais um não...)


__________ E assim desistam, caladas,
__________ as palavras, afogadas,
__________ ali mesmo onde elas nascem...
__________ Naquele lugar cansado
__________ que é onde me dói o verso
__________ - e a bater, descompassado,
__________ ainda teima - o coração...


Helena Chiarello

8 comentários:

Anderson Fabiano disse...

leninha,
conheço os riscos de ser recorrente e de passar a ideia da falta de capacidade de criar comentários novos pra letras tão especiais.
sinto não ser capaz de falar de tanta beleza literária como deveria.
então, fico aqui, parado, sentado no nada, tentando decifrar cada frase, cada linha, cada letra, cada pedaço de sua alma tão bem transcrita, uma vez mais.
... tomo, atrevidamente, pra mim, cada sorriso seu, cada lágrima sua... e sorrio e choro com vc, cada vez que sua essência vem a tona pra revelar-nos seus melhores segredos.
com todo meu carinho, beijo vc, então.
anderson fabiano

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

Para aqueles que sentem o amor pulsar em cada batida do coração, jamais será dada a opção de desistir.

Fim de semana de estrelas para ti.

HEITOR disse...

Se a Poesia é a música, o sentir é o instrumento e a palavra é o Dom. Sem qualquer descompasso a quem é dado ouvir, seu coração vibra fascinantemente ao som dessas cordas...
Belíssimo, Troiana!
Um beijo, afetuoso e com saudades...

HVillaS.

Triste Flor disse...

Sabe Helena, são tão perfeitas as palavras que escreves, como se meu sentimento, minha alma, minha vida, estivesse ali, dentro de cada linha desse poema... lindoooo, bjus linda que amoooo, saudades tantas de vc.

Cleoni disse...

Amigaaa!!!
Muito lindo!
Quando eu for escritora e poeta vou querer escrever como você. rsrss
Quem sabe alguém me dedica um conto romântico também? rsrs
Aguentaaaaaa, coração!!!!!!
Adorei tudoooooooooooooo!
(Quando vier, vamos conversar bemmm de perto, tá? rsrs)

Beijussssss ;)

Ellen Veloso Soares disse...

Nossa... quanta beleza! Eu fico boquiaberta sempre que leio você! Impressionante! Abraços, querida!

Chica disse...

Lindo,Helena!Como sempe maravilhosa, com alegri, tristeza, sempre...Ès grande escritora e sou tua fã.beijos, tudo de bom,chica

Anne Lieri disse...

Helena,esse seu coração descompassado cria versos maravilhosos!Muito bom te visitar!Bjs,