Então, voar...

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

Divino é o momento
em que lembramos nossas asas.

E mesmo que,

por vezes,
o temor das quedas
nos faça estremecer ao voo,
lá do alto,
a contemplação:

                     O sorriso por dentro do vento,

                     a visão espantada
                     diante do milagre do infinito
                     e a certeza – esplêndida – de que,
                     muito acima de todas as razões,
                     os céus ainda acontecem...


Helena Chiarello


10 comentários:

Adolfo Payés disse...

Que gusto volver a leerte.. después de mi ausencia..

Bello disfrutar de tus letras.


Un abrazo
Saludos fraternos..

quicas disse...

Lindo, Helena, parabéns!
Deixo um beijinho apressado, com carinho e amizade e... saio voando!...

Chica disse...

Que coisa mais maravilhosa,Helena! um beijo e tuuuuuuuuuudo de bom,chica

jღssara disse...

"O sorriso por dentro do vento"...
Você usa algumas expressões que me fascinam, Helena!
Muito lindo!
Um beijo!

Anderson Fabiano disse...

stella mia,

há sempre muita leveza em suas letras, porque o vôo faz parte do seu viver.

há sempre muito sonho em suas asas, porque você soube descobrir o sorriso que mora nos ventos, nas nuvens, nos céus, nesse infinito que, fora de você, apenas reflete esse interior mágico com que você foi concebida.

sou pássaro, então, livre pra voar ao seu encontro e, na nuvem mais próxima daqui, beijar seu verso que escapa por cada poro, por cada sorriso que você me reserva nas manhãs, nas noites, nos vôos de cada dia...

amooo,
barba

Anne Lieri disse...

Helena,alçou altos voos nessa belíssima poesia!Amei voar com vc!Bjs,

Maria Helena Sleutjes disse...

Voei contigo de alma plena sobre todos os desertos e encontrei a doce miragem de que ser feliz é possível.
Bjos

Sarah El Khouri disse...

Também voarei, Helena. Rumo ao infinito de meus sonhos, do que amo, do que sou, e mesmo se minhas asas estiverem fracas, e mesmo que eu tema as alturas, continuarei a voar, pois ,afinal, há "a certeza- esplêndida-, de que, muito acima de todas as razões, os céus ainda acontecem..."
beijos

Princesa do Mar disse...

"O sorrisos por dentro do vento..."
ADOREI a forma como escreves e exprimes a poesia do teu coração.

Um beijo de brisa

Liza Leal disse...

Oi Helena!

Alçando um vôo contigo.

LIndo!
=)

bj