Vestígios... Diamantes...

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

Vestígios...

_____________________ [Helena Chiarello]

Minha pele ainda guarda
o arrepio dos teus dedos
e meus lábios ainda mordem
a memória do teu beijo.

A lembrança - tatuada,
despida e desarrumada,
fica a contar em meu corpo,
das tuas mãos, os sinais.

E há essa esperança oca
(que reclama e quer tua boca)
tão teimosa em esquecer
o que já foi - e não é mais.

Com ousada intimidade,
hoje me toca a saudade.
(E meus compridos suspiros
são os ecos dos teus ais...)

.
.
.
Os diamantes se foram...

_____________________ [Anderson Fabiano]


Inda sinto suas mãos,
Salpicando minha pele,
Com pequenos diamantes,
Ornando meu templo
De prazeres secretos.

Os lábios conservam o gosto
Do último champanhe,
Misturado à saliva que ficou,
Impregnada num 3 X 4,
Do último beijo...

Menos mal, que seus olhos,
Só os vejo,
Quando abro os meus.
E, depois dali,
Fiz-me cego.

Há um suspiro suspenso no ar...
O último suspiro,
Do último gozo,
Da última noite
Daqueles amantes...

Depois dali,
Apenas noites nubladas,
Pequenas mentiras...
Num céu sem diamantes,
Sem estrelas na pele...


14 comentários:

Gaivotadourada22 disse...

Meus amigos do Coração!!!

Maravilha chegar aqui e encontrar essa FELICIDADE... Parabéns aos Dois, parabéns pela alegria desse encontro entre Poema e Poesia... A Vida se enaltece e sente-se plena quando algo mágico assim acontece...
Que a Felicidade seja sempre um luzir de di(amantes)!!!
Um grande abraço meus Queridos Amigos!!!

✿ chica disse...

Uau!!!Que lindo e arrepiante momento esse! Parabéns aos dois pelo lindo encontro que estava escrito, apenas dando voltinhas pra acontecer...

Adorei! beijos, felicidades sempre!chica

Leninha disse...

Helena muito amada,que delícia ver você de volta,aliás,ver os dois se revelando,neste encontro mágico de duas almas gêmeas,unidas pelo destino
em uma grande paixão.
Amigos,gosto de sentir que estou assistindo a uma linda e real história de amor e que estes diamantes são verdadeiramente eternos.
Que Deus os abençôe e a este amor tão lindo.
E que a casa de vocês continue deliciosa,acolhedora e repleta de luz.
Bjssssss e muito carinho
Leninha

manuela barroso disse...

...E só podia ser uma música poética de di(amantes)!
Mas a música já é poesia...não é?
E a poesia não é música?
Então...música, poesia e pedras preciosas em duas almas que mais parecem uma só!
E quem fica distante, alheio, perante a confirmação conjunta deste amor?
Minha querida Heleninha...benvinda
ao nosso cantinho, onde te esperamos até hoje!E que o Universo
continue a dar-te tempo para teres ainda tempo para sorrires para nós!
E...está-se tão bem aqui!
As poesias?
...quando o coração e alma falam,
que mais dirão as palavras?
Um terno abraço para vocês os dois!
Enorme!

Anne Lieri disse...

Helena,que maravilhosa conjunção essa de vcs!Ficou de suspirar!Lindo demais!Parabéns aos dois pelo talento e lindo amor!Bjs,

Majoli disse...

E a poesia, uniu dois poetas, com alma e coração.
É de arrepiar.
Feliz demais por você, minha querida.

Beijos enormes.

mhelena disse...

Um amor bonito assim é para ser celebrado eternamente. Encontro de almas companheiras, privilégio de poucos!
Bjos e a minha grande admiração.

Sarah El Khouri disse...

Ai ai! Lembrei detalhadamente de um carinha aí, uma antiga paixão minha. Fiquei com nostalgia e a culpa é sua por escrever este poema!!!!(risos)
Abraço

Sarah El Khouri disse...

Lindo poema!! Lindo e intenso!

Anderson Fabiano disse...

Stella mia,

Agora que nossos amigos nos visitaram e deixaram tão generosas opiniões, convenço-me que, também eu, posso vir aqui deixar meu beijo e eterno agradeciemnto ao dia em que a Poesia nos fez unos.

Me conforta (principalmente, agora que estamos juntos), saber que vivi toda uma vida acreditando em algo que sua chegada fez realidade.

Obrigado, Piazinha.

Amo vc, poetinha!

Barba

Su disse...

minha amiga querida... passeando por aqui, enquanto meus anjos dormem e eu assim... meio sem sono, meio perambulando... encontro esse presente de poesia, ou melhor: poesias... lindas e cantadas em tom de amor, de felicidade e de um encontro de almas que com certeza já estava preparado... só esperando o momento certo de acontecer... tão bom né amiga? Assim até posso ir nanar...rs, chegar pertinho do meu anjo aqui e recitar baixinho todo o amor que li aqui... quem sabe em sonho ele até possa me ouvir e dessa forma levo pra mim emprestadinho, só um tantinho...rs e digo pra ele que... "seus olhos, só os vejo, quando abro os meus..."

beijos pros dois lindos! Su.

adoro você minha amiga!

MARILENE disse...

Diamante é para sempre, como costumam afirmar. E nesse dueto, sua preciosidade, aportada no amor, ficou sublime.

Bjs.

Palavras disse...

Aplausos!!!!!!!!!!!!!!!!

Palavras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.