Absentia

Foto: Helena Chiarello


O fim de tarde se deita
e a rua se acende
na mesma artificialidade
que desbotou nossas crenças

os passos
ecos
e vagos
arrastam pelos caminhos
nossa pálida sentença

E a lua
lá de cima,
fica olhando
espantada
caminharem de mãos dadas
meu silêncio
e tua indiferença...


Helena Chiarello

3 comentários:

✿ chica disse...

Aplaudindo mais uma vez tua inspiração e sensibilidade!Adorei! bjs, tudo de bom ,lindo domingo dos papais por aí! chica

Maria Lucas disse...

Que bom que voltaste, Helena...e com o mesmo brilho de sempre. Beijinhos

gaivota22 disse...

Que saudade minha Amiga do Coração... é muito bom ler você...como sempre teus poemas são espelhos que refletem a sensibilidade de tua Alma Poetisa!!! Adoro!
Repito...Que saudade de nossos papos!!!! Beijos!